Michelle Branch- “Hopeless Romantic”

Lá pelos anos 2000, Michelle Branch via sua carreira decolar com seu segundo álbum The Spirited Room e principalmente com a parceria com a canção “Game of Love” com o guitarrista Carlos Santana. Com uma guitarra em mãos e letras sobre amor, a cantora marcou uma época e geração que agora vê seu retorno, também impulsionado pelo namorado da cantora e baterista do The Black Keys Patrick Carney.

michelle-branch

Com uma roupagem mais moderna com uso de sintetizadores e uma atmosfera mais pesada e um vocal mais trabalhado, Michelle Branch, mostra então que seu som mudou um pouco de direção, com guitarras menos aparentes e uma produção mais trabalhada. Confira “Hopeless Romantic” que também dá nome ao novo álbum da cantora:

Publicado em Indie | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Laura Marling- “Next Time”

Laura Marling está com lançamento marcado para seu novo álbum Semper Femina, que além de explorar o universo feminino também traz Laura Marling para as raízes folk de seu violão. Com três singles já lançados, Marling continua sua saga, agora com o single “Next Time”.

marling-1

O clipe de “Next Time” faz parte de uma trilogia dirigida pela própria Marling. O primeiro trabalho “Soothing”, traz duas garotas em uma cama sendo observadas, já em “Next Time” uma das garotas (que veste o catsuit preto) está em um quarto e faz alguns rituais e meio assustadores; o que também une os dois vídeos, mas em detalhes, é certamente a presença de uma garota ruiva envolta em um tecido azul. Há boatos que há influência do conto  Yellow Wallpaper de Charlotte Perkins Stetson. Confira “Next Time”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Foxygen

A descoberta desta semana vem da ensolarada Califórnia, fazendo um som bem experimental, influenciado pelo psicodelia e também pelo avant-gard. Foxygen é o projeto de Jonathan Rado e Sam France, que já tem na bagagem quatro discos, sendo que o último Hang, foi lançado neste ano.

foxygen

O duo se conheceu na escola e desde o colegial vem fazendo um som bem diferente com metais, ritmo empolgante, com direito a diversas referências em cada canção ( uma influência bem presente de Rolling Stones, principalmente no vocal de Jonathan Rado). A sonoridade chamou atenção do selo Jagjaguwar, e a banda desde então está obtendo mais destaque. Confira o coreografado “Follow The Leader”, primeiro single de Hang:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Dawes- “Roll With The Punches”

Aproveitando-se do Valentine’s Day (mais conhecido como São Valentim, o dia dos namorados no hemisfério norte) a banda americana Dawes lançou um álbum ao vivo We’re All Gonna Live, que contrapõe o último álbum da banda Wr’re All Gonna Die, além de também trazer um tom mais otimista e fazer uma piada com a piada “Live” (viver/ ao vivo).

dawes-1

Também celebrando o Valentine’s Day, a banda lançou o clipe para “Roll With The Punches”, que conta com a participação da cantora/atriz Mandy Moore, namorada do vocalista da banda, Taylor Goldmith. O vídeo conversa com a canção que fala sobre  separação e vemos todos os objetos da casa do casal ser repartidos literalmente em dois. Confira o video para “Roll With The Punches”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Don DiLego

A descoberta desta semana é um músico americano que gosta de misturar rock, indie rock, americana, country entre outros estilos musicais para criar seu próprio som criativo e cheio de energia e sentimentalismo. Don DiLego teve indas e vindas com algumas gravadoras, que no final o colocavam na geladeira, até conseguir montar seu estúdio e trabalhar por sí. Com três grandes lançamentos DiLego, então tenta trazer esse som pop gostoso alguma atenção.

don-dilego-new

O último lançamento de DiLego é o álbum Magnificent Ram A (2016), onde o pop, indie rock e algumas raízes do country americano se juntam de uma maneira explosiva e viciante, criando melodias bem agradáveis e dançantes. Escolhemos o single “Idiot Heart” e o vídeo como sample do trabalho de Don DiLego, confira:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

M.I.A.- “P.O.W.A.”

Não é novidade alguma que a cantora M.I.A. é bem polêmica. Com canções que trazem críticas inteligentes sobre nossa sociedade com uma experimentação musical única, usando sons de vários países. M.I.A. lançou o single com vídeo para “P.O.W.A.”,  que embora não faça parte de seu último álbum, Aim, carrega críticas e ótima fotografia.

mia-powa

No vídeo, Mia aparece envolta de um tecido alaranjado em topos de montanha, além de fazer um take deitada com flores em uma caminhonete em plena estrada. Outro destaque são os dançarinos em linha que fazem um belo espetáculo visual. Quanto às letras, sempre controversas, MIA continua afirmando seu valor e se compara com algumas cantoras pop. A letra foi posta no twitter dia 7 de janeiro de 2017, uma canção super recente, confira:

Publicado em Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Slow Club- “Champion” (vídeo)

O duo Slow Club lançou o álbum One Day All Of This Won’t Matter Anymore ano passado e a Rebecca Lucy Taylor e Charles Watson ainda está trabalhando no álbum e fazendo alguns shows pela Europa e Estados Unidos. O terceiro single do último álbum é a canção “Champion”, interpretada por Rebecca e com um clipe um pouco diferente.

slow-club-1

O clipe se passa em uma das partes rurais da Inglaterra e mostra um senhor que despe de suas roupas e caminha pela floresta e campos, ora de sunga, ora como veio ao mundo. Atenção para a parte onde “The champion” é cantada e preste atenção na pose do moço. Mais um dos vídeos peculiares do duo de Sheffield, confira:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Alexandra Savior- “Mirage” (vídeo)

A cantora Alexandra Savior, conhecida por co-escrever “Miracle Aligner” com os rapazes do The Last Shadow Puppets, continua a lançar singles  para divulgar seu trabalho enquanto seu esperado álbum ainda não é lançado (rumores que o álbum seria lançado ainda em 2017). Desta vez, o single é “Mirage” que foi lançado juntamente com um vídeo.

16425826_1342548462451028_3986196117684337068_n

Com um tom sessentista (que lembra bem os Shadow Puppets no instrumental) e uma voz bem suave, “Mirage” se trata exatamente da profissão de cantora, assim como o clipe aponta os diversos alter-egos da cantora e uma relação de cada persona com a música. Em um tom soturno e de época, lembrando uma Lana Del Rey numa roupagem de Shadow Puppets, confira “Mirage”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Your Boy Tony Braxton

Descoberta da semana é o projeto do rapper Shad, um queniano erradicado em Vancouver e apresentador de uma rádio ( CBC Radio). Your Boy Tony Braxton, traz todo o pop dos anos 80 e 90 repaginados em um som um pouco mais atual e com o temas sobre amor, insegurança e ser uma pessoa melhor. O nome é uma referência à cantora Toni Braxton, ainda com a conotação que um cara quer cantar sobre seus sentimentos.

your-boy-tony-braxton

E 2016, Your Boy Tony Braxton teve seu primeiro álbum lançado- Adult Contempt, com melodias com um dos melhores influências de pop e R&B, e uma voz envolvente, suave é quase impossível não se deixar se encantar e se entregar pelo som de Your Boy. A sonoridade realmente transcende a sonoridade datada, e usa guitarras em um rock um pouco mais leve de um jeito magistral. Confira “Good (Enough)”, caso ficarem viciados, nós ficamos também:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Lisa Hannigan- “Undertow”

Lisa Hannigan lançou seu último álbum, At Swim , ano passado e desde então tem impressionado a cena musical e seus fãs com as ótimas canções do disco e seus video-clipes bem produzidos. Para o novo single “Undertow”, a criatividade, delicadeza e beleza não foram postos de lado- tanto na canção quanto ao seu audiovisual.

lisa-undertow

Segundo Hannigan, At Swim é um álbum que aborda aquele sentimento de estar sem rumo, perdido, e segundo ela, um dos melhores jeitos de retratar o sentimento é estar na água. Junto com o diretor  Alden Volney, Hannigan então conseguiu retratar o sentimento de se afundar no vídeo: aprendeu a música ao contrário, se cobriu de glitter e viu todas as imagens irem de trás para frente para concluir o vídeo. Confira o vídeo que já é um dos destaques de 2017:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário