Janne Schra- “Everything I Do Ooh Ohh”

Janne Schra é uma daquelas descobertas que fazemos por acaso. Foi assim que me deparei com a música “Everything I Do Ooh Ohh” da cantora holandesa por uma playlist. Janne lançou seu sétimo álbum de nome Ponzo este ano, e apesar de ser conhecida em seu país, parece que seu nome ainda é mistério pela Europa e Américas.

Janne_Schra

Com som que mistura folk, indie e até um som mais sessentista, Janne Schra é capaz de surpreender com versões engraçadas e com a versatilidade de sua música. “Everything I Do Ooh Ohh” é um dos exemplos de clipe bem bolado com uma canção com clima de anos 50/60, gostosa de ouvir e curtir, confira:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

The Wombats- “Emoticons”

The Wombats pode ter lançado o mais recente álbum Glitterbug no começo do ano, mas o som eletropop com belas influências de indie rock ainda rendem frutos do último projeto. “Emoticons” é o novo single da banda, anunciado nesta semana com uma definição de dicionário.

Wombats-New-Pic

Ainda não se sabe se a faixa ganhará clipes como os criativos “Greek Tragedy” que tem um final totalmente surpreendente e “Give Me a Try” que tira sarro da rede social Tinder, no entanto “Emoticons” tem uma batida divertida, ritmo gostoso e letras engraçadas e bem atuais.  Confira a canção “Emoticons” e coloque umas carinhas felizes também(:p) :

Publicado em Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Reverend and The Makers- “Makin’ Babies”

Reverend and The Makers pode só ter divulgado duas músicas do álbum Mirrors, com lançamento para 9 de Outubro- junto com um filme, mas já é suficiente para saber que Mirrors abre uma nova fase da banda, maior, mais consistente, e talvez uma sequência mais convincente à altura dos dois primeiros álbuns da banda, já que os dois últimos pecaram por ser tão eletrônicos.

revandthemakersmb

O segundo single, “Makin Babies”, com som mais orgânico e com toque meio Beatles, com um arranjo de cordas de dar inveja- a canção mostra um som gostoso e saudável da banda com a cereja do bolo com as letras de McClure. O clipe é super criativo em animação dirigido por Chris Shepherd, mostra o quanto um garoto faz para falar com seu amor que parte em um ônibus. Confira “Makin Babies”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Bat For Lashes- Sexwitch

A cantora inglesa Bat For Lashes anunciou por meio de uma forca pelo Instagram na semana passada o título de seu novo trabalho, Sexwitch. Tudo indica que este não será o trabalho principal da cantora, mas sim um projeto paralelo e será lançado no dia 29 de setembro.

witch

Em Sexwitch, Natasha Khan conta com a participação de TOY na produção de seis canções de várias partes do planeta ( Marrocos, Irã, Tailândia e Estados Unidos) escolhidas a dedo pelos dois, onde tentaram encontrar as canções mais psicodélicas  e regravaram as canções com tradução em inglês e na língua original.  As interpretações de Khan são bem catárticas com baixos e guitarras bem gritantes…Bem foi esta a amstra dada na prrimeira canção liberada, “Helelyos”, confira:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Mariana Aydar- Pedaço Duma Asa

Mariana Aydar é uma mais maiores e melhores vozes da MPB atual. Após o álbum feito depois de uma busca pessoal, Cavaleiro Selvagem Aqui te Sigo (2011), e de vários projetos com e em torno do mito Dominguinhos, Mariana lança seu quarto álbum: Pedaço Duma Asa.

mariana aydar-pedaçoduma asa

O novo Projeto de Aydar conta com um parceiro de peso:  o artista plástico e músico Nuno Ramos. Com 7 músicas escritas por Nuno, Aydar dá a sua interpretação característica com toques de eletrônico, batidas africanas junto com as palavras impactantes e pesadas de Nuno. Mais um álbum para reflexão juntando nossos ritmos e palavras brasileiras do melhor jeito, confira “Poeira”, uma amostra de Pedaço de Uma Asa:

Publicado em Brasil, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Gabrielle Aplin- “Sweet Nothing”

Voz já bem conhecida na Inglaterra, e com relativo sucesso mundialmente, Gabrielle Aplin faz um som folk, sossegado, voltado ao pop com músicas pegajosas mas gostosas para ouvir e até cantar junto. Gabrielle está prestes a lançar o segundo álbum Light Up The Dark , sucessor de English Rain (2012). Nesta nova fase, pelos dois primeiros singles lançados, nota-se a aproximação da cantora para o Indie Rock- com maiores produções musicais e guitarras mais pesadas.

gabrielle aplin

Um destes single é a última música de trabalho “Sweet Nothing”, cujo video lembra bastante a Feist em “1,2,3,4“. Em um macacão brilhante a cantora interpreta a canção com o baterista ao fundo, para logo depois aparecer um verdadeiro exército de baterias que alternam entre rosa e azul no escuro. Um clipe divertido para uma canção bem produzida, mas de altíssima qualidade. Confira:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Chvrches-“Leave a Trace” (video)

O trio eletro pop Chvrches lançou a música nova“Never Ending Circles” na semana passada, no programa da Apple comandada por Zane Lowe. Nesta semana, mais uma surpresa foi divulgada: “Leave a Trace” em vídeo com água, vapor e boa música.

Chvrches_Leave_A_Trace

O clipe simples foca na vocalista Lauren Mayberry, ora cantando chorando, imersa em água ou andando com um vestido fofo e seu estilo único. O clipe é muito bonito visualmente e pode ser lido como uma metáfora de como é o sentimento quando terminamos um relacionamento. O clipe gerou polêmica depois que Lauren divulgou horas depois posts no site 4chain com comentários machistas. Confira o lindo clipe da poderosa “Leave a Trace”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , | Deixe um comentário

The Paper Kites!!!

Direto de Melbourne na Austrália, o grupo The Paper Kites fascinou públicos do outro lado do mundo. Com dois EPs lançados e um álbum, a banda deu as caras novamente este ano, com um som repaginado e com álbum novo, twelvefour, previsto para o final de agosto, junto com um filme que documenta a banda fazendo o álbum – que fora pensado/gravado entre à meia-noite e às 4 da manhã, já que a lenda diz que este é o pico de maior criação de um artista.

Paper-Kites

O primeiro single de twelvefour ,”Electric Indigo”, é uma deliciosa canção com baterias  ritmadas e um riff de guitarra fenomenal que leva a canções de um modo singular- vocais suaves e com ótima interpretação fazem esta ser talvez uma das melhores canções do ano. Já o clipe, com uma bela fotografia em azul índigo,conta com a participação de 2 atores australianos  e o drama do rapaz que vai para a balada, mas não se sente confortável para dançar. Confira  a ótima “Electric Indigo” e uma das descobertas do ano:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Joanna Newsom- “Sapokanikan”

Finalmente após cinco longos anos de espera, a cantora americana Joanna Newsom está de volta com o anúncio de um novo álbum e o novo single “Sapokanikan”. O último álbum de Newson foi o espetacular Have One on Me (2010), dividido em 3 partes tendo uma cantora  usando mais piano e um som mais “normal” que o álbum antecessor. O novo álbum Divers deve vir no dia 23 de Outubro.

joanna newsom-sapo

Em “Sapokanikan”, Joanna aparece dando um passeio pelas ruas de New York ( com direito até a uma visita ao Central Park) e cantando a canção, que traz todas as marca da cantora- vocal voltado para o lírico, piano acompanhando a melodia e grandes arranjos de cordas no final do video. O clipe foi dirigido por Paul Thomas Anderson, diretor do filme Inherent Vice, do qual a própria Joanna faz a narração da história. Confira “Sapokanikan”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Reverend and The Makers- “Black Widow”

Reverend and The Makers não demorou muito para trabalhar na sequência de Thirty-Two. O quinto álbum da banda se chama Mirrors e logo na primeira canção, “Black Widow”, traz uma pegada diferente dos álbuns anteriores, mais voltados para o eletrônico, começando com tambores e batidas parecidas de pandeiro (!!) para virem as guitarras com um ritmo marcado com gosto de classic rock.

reverend and the makers- mirrors

Eis que “Black Widow” também ganhou clipe, gravado na Jamaica na época de gravação do álbum. O clipe é simples e tem filtros amarelados nas imagens com um tom meio nostálgico.  Jon McClure aparece em uma motocicleta em uma estrada alternada com cenas dos integrantes ou de paisagens paradisíacas da Jamaica. Confira “Black Widow” e esta nova fase maravilhosa de Reverend and The Makers:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário