Elbow- “Kindling” (video)

A canção que fecha o ótimo álbum Little Fictions, da banda britânica Elbow, ganhou uma versão especial com a participação do músico americano John Grant. “Kindling” também ganhou um clipe que mostra a dinâmica dos vocais tanto de Guy Garvey e da participação de John Grant.

“Kindling” ganhou esta versão bem mais delicada com a participação do vocal suave de Grant, que até comparou a voz de Guy Garvey como “vômito de veludo”. O clipe em preto em branco mostra a banda e os cantores fazendo a performance da canção no famoso estúdio da banda em Salford, Manchester. Confira o lindo vídeo e clipe:

Anúncios
Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Self- Steem- “Your Wife”

O projeto paralelo de Rebecca Lucy Taylor, metade do duo Slow Club, chamado de Self-Esteem é a nossa descoberta da semana e teve seu primeiro single lançado esta semana. A cantora já estava avisando que um álbum estaria à caminho em seu instagram, e já tinha até avisado que o primeiro single seria “Your Wife”.

Pois bem, a canção teve estreia com clipe, bem old school (e com grande influência dos anos 80) dando um visual para a canção que tem uma percussão bem espaçada (meio brasileira) e sintetizadores bem suaves que deixam a voz e a interpretação de Rebecca ter um pouco mais de destaque. Confira o vídeo, e o novo projeto de Rebecca Lucy Taylor.

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Dillon- “Shades Fade”

Dillon pode não ser muito conhecida em terras brasileiras, mas a cantora que mora na Alemanha e é brasileira faz um som bem legal, misturando um pouco de eletrônica, pop sempre com a sua voz rouca e melancólica- marca principal da cantora. Com o anúncio de um novo álbum, Kind– terceiro de estúdio da cantora, Dillon também lançou o primeiro single “Shades Fade”:

A faixa melancólica com letras bem bonitas sobre mudanças (e suas perspectivas), e um instrumental com camadas eletrônicos que intensificam e encorporam toda a melancolia da canção. O som é complementado pelo vídeo, onde Dillon pula de um avião. Confira o vídeo e a bela canção:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Tender

A descoberta desta semana é um duo de Londres composto por James Cullen e Dan Cobb- Tender é um duo indie que mistura eletrônico e pop em vozes mescladas e suaves (relembrando um pouco R&B), muitos sintetizadores e melodias bem viciantes. O duo lançou alguns singles durante 2016, e agora o primeiro álbum, Modern Addiction, foi lançado agora em setembro.

Uma amostra do som da banda está com o single “Violence” (não presente no álbum) que traz os sintetizadores e a delicadeza da banda, junto com a pegada indie da banda. O vídeo é bem bonito esteticamente com danças e metáforas em estar aprisionado à algo maior. Confira:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

My Brightest Diamond- “Wish For The Moon”

My Brightest Diamond, projeto da multi-instrumentalista Shara Worden, está trabalhando no próximo álbum, sucessor do experimental e pop This Is My Hand (2004). Enquanto o álbum não chega, a cantora divulgou a nova canção “Wish For The Moon”.

Com parceria com Amazon, “Wish For The Moon” foi composta para a playlist Amazon Acoustic, Shara voltou a tocar violão ( instrumento que a cantora evitava tocar desde 1998, para tentar arriscar mais com a guitarra elética) e compôs uma canção profunda, delicada- com sua voz arrastada e cheia de emoção, um pouco de ressentimento e angústia, relembando até o trabalho da cantora em Bring me the Workhouse. Confira então a nova faixa de My Brightest Diamond:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

St. Vincent- “Los Ageless”

St. Vincent divulgou ontem em uma entrevista de imprensa pré gravada, parte de um mocumentário que a cantora gravou, o lançamento do seu quinto álbum. Masseduction será lançado dia 13 de Outubro, e conta com 13 faixas, e segundo Annie Clark, o álbum gira em torno de amor, diferentemente dos trabalhos anteriores que abordavam  personagens e situações.

O segundo single do Masseduction, “Los Ageless”, também foi disponibilizado junto com o anúncio do álbum. Com um pouco de eletrônica, o som pop característico da cantora e um refrão chiclete e poderoso, além da guitarra presente da cantora. Confira “Los Ageless”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Tim Bernardes

A descoberta da semana é uma voz e rosto conhecido  vocalista da banda paulistana O Terno, Tim Bernardes,  deu o primeiro passo para sua carreira solo e anunciou o primeiro single “Tanto Faz”, do seu álbum de estreia Recomeçar , ainda sem previsão de lançamento, pelo selo Risco.

Em um tom bem melancólico, bem típico das composições do cantor, “Tanto Faz” traz uma mensagem forte que pode se aplicar tanto à política nacional ( bem delicada, não pendendo à partidos ) quanto ao universo pessoal. A delicadeza aumenta no clipe onde Tim, sentado, canta a música enquanto slides passam pelo cantor. Simples e bem bonito, confira a estreia de Tim Bernardes:

Publicado em Brasil, Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Reverend and The Makers- “Auld Reekie Blues”

Reverend and The Makers lançará The Death of a King ainda este mês, mas mesmo assim, a banda não perde oportunidade de divulgar as canções do novo álbum, gravado na Tailândia. Desta vez, Ed Cosens é a voz de “Auld Reekie Blues”:

Com uma atmosfera que lembra um pouco Sgt Pepper’s Lonely Heart Club’s Band,  não só pela canção com teclados levando um rock mais tradicional, a atmosfera meio hippie aparece também no clipe da canção, que mostra a banda tocando em  um gramado, com roupas coloridas . Confira o clipe e a vibe meio anos 70, e um rock bem decente de Reverend and The Makers:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

St. Vincent- “New York”

Annie Clark, ou St. Vincent, pode ter soltado “New York” há algumas semanas atrás, mas só agora a cantora lançou o clipe para a canção, que é o primeiro single do novo álbum da cantora- com previsão de lançamento ainda para este ano.

No clipe, St. Vincent aparece em cores gritantes e contrastantes em alguns lugares surreais, como uma janela, um cubo gigante com um pedaço de um corpo de uma mulher pendurada, junto com biquinis e roupas provocantes e bem coloridas, a cantora demonstra sua tristeza do seu jeito sempre singular. Confira todas as cores de  “New York”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Post Animal

De Chicago, a descoberta desta semana é a banda indie e meio psicodélica Post Animal (embora  a banda se entitula Heavy Psych Pop). A banda tem 6 integrantes, entre eles um rosto que muita gente vai reconhecer ( Joe Keery, guitarrista, interpreta Steve de Stranger Things); já entre lançamentos a banda lançou 3 EPs em 3 anos: Perform The Most Curious Water Activities (2015), The Garden Series (2016) e Special Moment (2017) que conta com vários riffs leve e psicodélicos que lembram um pouco Tame Impala e muitos jams e surpresas no caminho.

O último trabalho dos rapazes, Special Moment, vem rendendo bons frutos, com direito a até um vídeo clipe para a canção “Special Moment”, que mostra um dia na vida de um moço que limpa casas e encontra uma mútua admiração com seu cliente, que o surpreende, confira:

 

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário