Elephant Keys- Forum (Tramlines Festival)- 22/07/2011

Sempre tive vontade de ir à Sheffield. Desde que ouvi o Whatever People Say I am That’s What I’m Not e Favourite Worst Nightmare do Arctic Monkeys, e praticamente via a cidade com as referências de locais nas letras da banda. Graças aos monkeys também conheci essa grande banda: Elephant Keys. Antes conhecidos como The Dodgems, a banda mudou de nome em 2009, quando então seriam 3 integrantes: os irmão Phil e Tom Goodwin e Michael Breeze. Porém neste ano voltou a banda o batera Eric Miller, voltando à formação inicial da banda (com exceção do baixista).

Eis que neste ano consegui comparecer ao Tramlines Festival, que surgiu em 2009 (com suporte do batera do Arctic Monkeys, Matt Helders, do rapper Toddla T. e do Reverend (!!)Jon McClure). Na terceira edição, o festival cresceu e, sinceramente, você fica perdido de tantas boas bandas tocando no mesmo horário (perdi The Violet May e The Rattels, mas enfim..). O festival é gratuito e muito bem estruturado, sendo que a maioria das bandas tocam em pequenos pubs, regado à cerveja e música de boa qualidade, há também grandes bandas (como o Los Campesinos!) que tocaram em palcos maiores localizados estrategicamente na cidade.

Mas o highlight do festival pra mim foi ir ao show do Elephant Keys no pub The Forum. Numa sexta-feira, às 11 da noite, finalmente consegui realizar este sonho de ver os caras que faziam parte da minha playlist diária e que me dava um baita gás para poder enfrentar o dia de manhã. Para entrar, havia uma fila, porém como vim do Brasil e estava meio desesperada para ver o show, me deixaram entrar, e quando entrei e vi os caras  no palco, poxa foi legal, mais um sonho realizado! O show foi curto (cerca de meia hora, talvez) mas incrível, tocaram entre as mais antigas “Nicole”, “The Truth” e “Fashion Queen” a nova “I Wanna Be There”, uma das partes mais legais do show. “Sebastian”, uma das faixas que mais me emociona, foi dedicada à “garota que veio do Brasil”, fiquei sem reação e sem palavras, não só nesta parte como no show inteiro. Os caras são loud, isto é tocam BEM alto,e a qualidade do som é impecável,  não há erros  quando tocam além de ter uma super presença de palco. A interação entre os integrantes é nítida e brincadeiras entre as canções, realmente há diversão entre eles, o que deixa tudo com um gosto especial.

O legal de  banda pequena é que você consegue ter acesso à ela. Falei com os integrantes e no dia seguinte conferi outro show da banda: nesta vez num clássico busão inglês (manja aquele de dois andares?!). A banda tocou na parte de cima do onibus e tocou quase todas as canções do show anterior de modo acústico. E mais uma vez não fizeram feio e surpreenderam, são muito bons acusticamente e plugados, fora o desafio de tocar em um meio de transporte em movimento. O mais legal foi o pessoal cantando e fazendo barulho no busão e o povo olhando!!! Mais uma vez empolgaram todos, e a atmosfera deste desplugado foi demais, com vontade de assistir mais.

A banda também tocou no domingo, dia 24 de Julho no pub mais legal de Sheffield: The Frog and The Parrot, porém não deu pra conferir mais uma vez essa super banda ao vivo porque tinha que voltar para outra cidade. Soube que perdi um baita de um show, mas enfim, mais motivações para voltar à Sheffield pra ver Elephant Keys ao vivo de novo e sentir ao vivo a energia da banda!! Vale muito a pena!!

Assim, gravei “The Truth”, que abriu o show, uma lembrança pro resto da vida (e da proxima vez levar uma câmera melhor pra dar conta do show!) !!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s