Lily and Madeleine- Keep it Together

Artista: Lily and Madeleine
Álbum: Keep It Together
Gravadora: New West Records
Lançamento: Fevereiro/ 2016

As irmãs Lily e Madeleine surgiram no youtube fazendo inúmeros covers com suas vozes suaves e harmoniosas e não demorou muito para as meninas assinarem com uma gravadora (Asthmatic Kitty) e lançarem o primeiro álbum Lily & Madeleine (2013) com arranjos mais clássicos e grande influência folk e country que rendeu singles como “Devil We Know” e “Nothing But Time”. As meninas não perderam tempo e logo em 2014 lançaram o próximo álbum de nome Fumes, já com uma mudança no som buscando melodias mais elaboradas e com um apelo mais pop, vídeos mais criativos e temas de letras e metáforas mais profundas o que mostra a faixa título, “Cabin Fever” e “The Wolf is Free”. E só com dois álbuns, as meninas afirmaram que poderiam variar o som sem comprometer a melodia de suas vozes juntas, indo do mais clássico Folk à um som mais pop adulto.

O álbum Keep it Together é o primeiro com a gravadora New West Records, e nesta fase as meninas decidiram intensificar a experimentação com sons e gêneros diferentes já vista no álbum anterior Fumes (2014). Madeleine também afirma que viveu um pico de inspiração em 2014 que ajudou a compor mais músicas e ter ideias para este álbum que lida bastante com emoções e sentimentos de uma forma um pouco inquietante. Pois bem, aqui está a resenha o álbum faixa a faixa das impressões do som de Keep it Together:

Lily-And-Madeleine-Keep-It-Together1.Not Gonna// “Everyone is expecting me/ To say I’m sorry, but I’m not/ No I’m not gonna”

Com um som mais incorporado- piano, cordas, violão e bateria- a faixa que abre o álbum leva uma melodia gostosa, com ritmo meio bluesy que casa muito bem com a harmonia das vozes das irmãs. De cara, o som das meninas parece mais maduro

2.For The Weak// “I just want to to tell me now/ How this is gonna go/ Cause I”m sick of losing sleep”

O segundo single do álbum tem atmosfera mais sessentista e clipe puxado para o psicodélico e com direito à ótimos riffs de guitarra. Com melodia viciante e ótima melodia de vozes Lily and Madeleine se arriscam mais nesta música com um ritmo e estilo diferente e novo do que conhecemos. Com letras que falam sobre a ansiedade de estar em uma relação e um final de canção repentino.

3.Westfield// “I’m sitting next to you/ It’s 2 AM and you don’t mind/ Always keep your cool”

Westfield é um lugar nos Estados Unidos e leva um violão e conta com Lily e Madeleine separadas liderando os vocais. O som conta com bateria eletrônica e novamente Westfield mescla com a pessoa abordada na canção. Sem refrão, a canção leva um tom de melancolia grande.
4.Chicago// “When the city lights are all I see tonight and I’m blinded”

Chicago é uma balada sobre o reencontro com um antigo amor e todos os sentimentos que vem à toa- Chicago e a pessoa se misturam de uma forma sensível e tanto o lugar e a pessoa provocam lembranças e sentimentos. A música parece simples mas há vários instrumentos constuindo o som- a bateria eletrônica e os riffs ficam no verso e a bateria acústica entra no refrão. Música carregada de emoção.

5. Hourglass//  “This is my hourglass/ Let me stay where I am/ Seconds pass through my hand/ Fall asleep like the sand/ and it’s falling”

A primeira canção lançada já mostra uma certa mudança na sonoridade da dupla. Começando delicadamente com piano, bateria e cordas a canção começa com as meninas alternando o vocal até a explosão no refrão, sem deixar a suavidade de lado. A interpretação da canção também é mais intensificada, além da melodia ser viciante.

6.Hotel Pool// “We swam in our hotel pool/ the chlorine  burnt my eyes”

Com introdução marcante de piano com uma bateria eletrônica, a canção se constrói em uma melodia gostosa e suave, assim como a voz das meninas- mas há um tom pesado e melancólico na canção e um final com guitarras distorcidas mas mesmo assim entrando no tom etéreo da canção. Divagações sobre os bons tempos em uma piscina de hotel e relacionamento

7.Smoke Tricks// “How I spend all my time with stupid smoke ticks”

Som mais simplista começando com vocais das meninas e uma bateria eletrônica, assim que outros instrumentos e elementos sonoros são introduzidos, incluindo um lindo violino. A melodia carrega as emoções das letras que falam sobre discussões de relacionamento, melancolia e angústia estão presentes.

8.Midwest Kid// “Spending Fridays nights getting wated on your best friend’s basement”

Mais uma faixa com nome de cidade americana e com um ótimo som com pegada rock, as vozes das irmãs. Ritmo e riffs bem  colocados tornam uma canção bem gostosa e com relatos de uma juventude louca no Midwest.

9. Small Talk// “In coming call, what do I say whe he says nothing at all?”

Com uma pegada rock e riffs lembrando músicas indie dos anos 90, “Small Talk” traz a bela harmonia das vozes das garotas com um som bem indie clássico. O mais legal é como o som cresce e começa ficar mais sofisticado. Riffs de guitarra distorcidas são um toque especial na canção.

10.Nothing//“You know the way to my heart better than I know myself”

Começando solenemente com sons de passarinho, a balada “Nothing” começa novamente com poucos instrumentos e cresce em som de acordo com a angústia da percepção que o relacionamento pode acaber e que outra pessoa está em jogo. Do sereno para uma tempestade.

 

O álbum Keep it Together pode ser somente o terceiro álbum da dupla, mas  pode se perceber claramente a evolução sonora feita pelas irmãs Jurkiewicz desde o primeiro álbum Lily  & Madeleine, lançado em 2013, que tinha um apelo mais folk para Fumes (2014) onde as irmãs começaram a experimentar mais e adicionar baterias e melodias de piano mais agitadas. Porém, Keep it Together realmente é um passo adiante na evolução, flertando com psicodélico e indie e incorporando o som com ritmos mais sólidos e sem deixar a marca do duo: a harmonia das vozes.

O tempero destes novos ritmos e instrumentos ( a dupla sabe muito bem utilizar os sons suaves da bateria eletrônica criando texturas perfeitas que combinam com o timbre das vozes) resultaram em canções mais maduras e mais interessantes como a primeira faixa “Hourglass”, “Small Talk”, “Westfield”, “Hotel Pool” e “For The Weak”, algumas incluídas como single para a divulgação.  Há um tom mais inquietante no som, mais indagador e instigante. Quanto à escrita, Madeleine ainda escreve sobre amor, mas metáforas e descrições de situações e a riqueza do vocabulário tornam as letras mais elaboradas e uma ótima deixa para o ouvinte se identificar com as situações.

Keep It Together  é um álbum que aponta o quanto estas meninas podem fazem com a harmonia vocal e elaborar ainda mais o som, e mostra uma ótima direção para a carreira das meninas, já que estão fazendo a experimentação que combina bem com o som, e ainda sem deixar para traz um apelo Folk. Um ótimo álbum para relaxar, tanto na estrada ou em casa e a melhor obra feita pelas irmãs Jurkiewicz.