Miles Kane- Festival Cultura Inglesa- 29/05/2011

Sinceramente, se eu pudesse voltar no tempo para viver o dia de 29 de maio de 2011 novamente, voltaria sem hesitar. A uma hora em que Miles Kane tocou foi mágica, mas enfim, tudo que é bom dura pouco e as amáveis memórias permanecem, porque seria demais também pedir um show deste a cada semana… (apesar que adoraria ter bandas britânicas boas assim todo fim de semana para ver…)

Miles entrou ao som da canção do Champions League, meio estranho para o contexto, já que o Barcelona ganhou do Manchester United no último sábado. Começando o show com “Better Left Invisible”, Miles confirma que além de ter músicas  de qualidade no album (The Colour of the Trap foi lançado na gringa, mas não está disponível no Brasil, embora Miles tenha feito uma mega propaganda para comprarmos o cd), tem uma baita presença de palco, e uma voz afinadíssima ao vivo. A banda também não desaponta, sendo que todos aderiram o visual e o som sessentista que Miles aderiu na sua aventura solo.

Seguindo com “King Crawler” o pessoal começou a se animar, e não tinha dúvidas que o show seria memorável. O sol ia se pondo e o som rolando:”My fantasy” , a favorita do Kane e logo após “Rearrange” uma das favoritas da galera que cantou em coro “You rearraaaaaaaaange my miiiiiiiiind”. E assim o show continuou com a felicíssima “Quicksand”, que faz colocar um sorriso no rosto de qualquer um e entusiasmante “Counting Down the days”, ambas não muito conhecidas do público, apesar de agradarem, e muito. Miles ainda arriscou em umas calminhas tipo Tarantino como em”Telepathy”  e também num cover dos Beatles “Hey Bulldog’, cantada também em coro pela galera que prestigiava o festival! O gran finale foi demais: Miles soube fechar com  “Come Closer” ensaiando o coro do público no refrão, mas a melhor de todas foi com certeza “Inhaler”, onde foi impossível segurar e não enlouquecer, o riff introdutório fantástico é bem melhor ao vivo e, com certeza, fechou com chave de ouro um dos melhores shows vistos na minha vida.

Ao contrário da banda anterior, Blood Red Shoes, Miles não falou uma palavra sequer em português, mas mesmo assim conquistou o publico com sua performance e empolgação no palco. Miles trocou algumas palavras com o público e além de mencionar o recém lançado album, declarou que iria voltar. Os sessenta minutos  passaram tão rápidos como se fossem cinco minutos, e todas as minhas tentativas de “chamar atenção” do Miles até que valeram a pena. O “Let me be your Alex(a)” uma brincadeira entre Alex Turner e sua namorada Alexa Chung, e “Sign Please” junto com o CD do projeto paralelo de Miles e Turner, The Last Shadow Puppets. O pedido até que deu certo, pois após o show consegui falar com Miles e finalmente consegui um autógrafo no meu The Age Of The Understatement.

Ok, mas tirando todo a parte emocional, e friamente, o show foi expetacular, e é bem legal ver que este show vai ser visto por uma galera fora do país, fora a abertura para o Beady Eye e os próprios Arctic Monkeys agora em Junho. Miles Kane é um nome a ser memorizado, este menino tem um talento enorme e vai longe, mostrando tanto ao vivo quanto nos seus trabalhos anteriores e principalmente no atual, que música boa tem futuro!

Uma resposta para Miles Kane- Festival Cultura Inglesa- 29/05/2011

  1. mari disse:

    eu estava la tbm, e concordo.. foi fantástico!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s