Adeus MTV Brasil!

A MTV teve uma vida curta em território brasileiro e infelizmente nem conseguiu chegar aos 27 anos pra entrar no hall de celebridades talentosas que partem pro céu nessa idade. Mas com exatos 23 anos, a MTV Brasil, que era comandada pelo grupo Abril, decidiu não renovar mais o contrato que cedia os direitos de usar o nome da MTV por aqui, assim a Viacom (que comanda a MTV Americana) pretende voltar com uma nova MTV na tv fechada.

A queda da MTV Brasil é de certo modo óbvia. Com o surgimento da internet e de sites como o Youtube, que disponibilizam vídeos para serem assistidos à qualquer dia e horário, romperam com a maior produto que a MTV oferecia: os clipes. O programa mais importante, que tinha marcado gerações, o famoso Disk MTV, que listava os clipes mais pedidos pela audiência, extinguiu-se em 2006, para logo depois voltar rebatizado de Top 10. Mas acho que todos que cresceram assistido MTV sabem que a graça não estava só em se escabelar para gravar seus clipes favoritos (aquela adrenalina em colocar os dedos nos botões certos do controle, apertar, e o alívio de ver aquela estréia daquele video clipe da sua banda favorita sendo gravada na sua fita cassete);um dos maiores trunfos da MTV Brasil foram os seus queridos VJs e os programas inovativos, criativos que dialogavam com o jovem da época de uma maneira que nenhuma outra televisão aberta fazia. O conteúdo também importava, e muito. Os VJs geralmente sabiam o que estava acontecendo no mundo musical,  e vários programas ainda pincelavam histórias de gêneros musicais e de bandas, o que era super enriquecedor para o público.

Mas um dos tópicos mais importantes está no quanto  a MTV  apoiava vários artistas e foi super importante para o cenário musical brasileiro: impossível não lembrar de algum especial, ou algum clipe de brasileiros na parada semanal, especialmente em meados e final dos anos 90. Aposto que foi pela MTV que muita gente conheceu bandas já “Consagradas” como Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, Capital Inicial, ou até mesmo Legião Urbana. A MTV foi extremamente importante por ser um canal onde havia espaço para bandas novas mostrar seu trabalho e consequentemente conquistar seu público. Foi lá que a onda mineira se estabeleceu: com Skank, Pato Fu, e o ainda bom Jota Quest. Outros artistas como Charlie Brown Jr, Raimundos, O Rappa, Natiruts, caíram antes na graça da MTV para depois partirem para as rádios do Brasil. A MTV estava ligada no que estava acontecendo na cena musical por aqui, e apoiava o trabalho de artistas talentosos. E assim até tivemos o nosso próprio VMA’S . O VMB (Video Music Brasil), foi um dos prêmios que mais impulsionou o mercado brasileiro, além de divulgar grandes talentos nacionais, além de firmar uma certa confiança no nosso taco. E assim a MTV conseguiu fazer ano após ano uma premiação que, em meados dos anos 2000, ficou super prestigiada (apesar de muitos afirmarem que a partir deste meio tempo, alguns prêmios foram comprados pelas Gravadoras), e era um dos principais meios de consolidação de artistas, como O Rappa, Jota  Quest, Raimundos, Charlie Brown JR entre outros que fizeram os nomes do rock nacional dos anos 90 e 00. A MTV também teve um papel super importante ao fazer os acústicos MTV, que não deve em qualidade aos mesmos acústicos feitos ao redor do mundo. Os acústicos trouxeram o Capital Inicial de volta ao mainstream, e prestigiaram muitas outras bandas, e até mesmo o pagode (lembra do Zeca Pagodinho?!). A MTV criou também o MTV ao Vivo, em que era gravados um show da banda pra depois ser transformado em CD e depois, DVD. Aposto que muita gente tem alguns cds da franquia MTV em casa, que conseguiram capturar o nosso momento musical e transformar em algo sério e importante para o nosso país.

Outro tópico relevante deste canal foi o Humor. Desde a João Gordo ao Marcelo Adnet, a MTV sempre deu liberdade que o artista precisava para desenvolver seu programa, quadros, personagens. Há várias pérolas de programas, dos programas do João Gordo, do Cazé e o magnífico Teleguiado (em que ligações para o telespectador ocorriam e um eventual NA CARA!, caso o fone fosse desligado na sua cara– ah e o dia de (destruição) Sheeva, que acontecia toda sexta-feira), dos desenhos do Fudêncio ou da Mega Liga de VJs Paladinos, o RockGol de Domingo ou de Segunda, sempre trazendo convidados totalmente excelentes, sem contar o campeonato com os artistas formando times e mostrando todo o talento futebolístico e sendo narrados por Paulo Bonfá e Marco Bianchi, os anunciantes eram hilários e tinha até jogo de War e marchinhas de Carnaval para animar os jogos duros de assistir. Marcelo Adnet foi quem encerrou o humor de qualidade na MTV, com vários episódios geniais dos 15 minutos (melhor ainda com o “fala rapá” do Kiabbo) e depois os  esquetes bem pensados e hilários do Comédia MTV ,que tinha a participação de tanta gente talentosa. Quinta Categoria também alegraram alguns finais de quinta feira, e deram ideias para muitos jogos de Churrascos e Picnics em todo o Brasil. E finalmente, impossível não embrar de MTV  e não lembrar de Marcos Mion e os tempos áureos de Piores Clipes do Mundo,o programa em que só havia tiração de sarro, principalmente na pérola videoclíptica, em que alguns viraram clássicos ( Michael Jackson- Beat it e Chico César-Mama Africa).

A MTV  marcou a TV brasileira e influenciou não só os seus telespectadores como também moldou o cenário musical brasileiro. Uma certa tentativa de revitalizar o que a MTV era, foi feita ano passado, especialmente com programas como Na Brasa, comandada pelo músico China, em que grandes nomes da cena atual tocaram ( Tulipa Ruiz, Emicida, e Mallu – que foi descoberta pelo canal). Ela pecou em não conseguir se adequar as novas mídias e apoiar bandas que, ao invés de ganhar, perdeu público (sim,estou falando de apoiar bandas como Restart).  A MTV foi seletiva, sim, mas  também colocou e prestigiou muita gente por aí e impulsionou o nosso cenário musical. O que me deixa com a pulga atrás da orelha, é quem vai fazer o papel da MTV hoje, em divulgar coisas tão legais, se  hoje a maioria dos sites é voltado para musica de fora, com pouquíssimo espaço pra musica brasileira e quem vai caçar as bandas por este Brasil afora. A MTV fazia isso, a MTV  ainda incentivava seus telespectadores a lerem livros, informava a história do rock e de outros estilos musicais sendo extremamente criativos, e sim, é uma pena ver que, infelizmente, cessou o tempo desta TV que marcou e deixou muitos momentos especiais em nossa memória…OBRIGADA, E ADEUS MTV BRASIL! VOU DESLIGAR A TV E LER UM LIVRO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s