Sloes- “All In The Mind”

A banda londrina Sloes está com música e clipe novos, anunciado há algumas semanas atrás. “All In The Mind” parece ser um single isolado, mas é uma boa notícia para os fãs da banda. Com uma ótima produção tanto na música, quanto no clipe, criamos expectativas para novidades da banda.

A canção é um pouco melancólica com baterias e vocal à princípio, e um lindo arranjo de cordas que dá um tom épico para a canção. Quanto ao vídeo, a banda aparece em uma floresta e se encontram em uma clareira para queimar objetos com memórias ligadas à ele- simbólico e bonito, com direção de Hugh Worskett:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Lucy Rose- “Is This Called Home?”

Lucy Rose fez uma turnê inspiradora pela America Latina ano passado, com um contato íntimo e especial com seus fãs (que não só ofereceram casa para ela ficar, mas também ajudaram com lugares para tocar). Toda a experiência rendeu um documentário e também um álbum novo, Something’s Changing que sairá dia 7 de julho.

O primeiro single liberado é a faixa “Is This Called Home?”, que conta com uma interpretação tocante de Lucy nos vocais e um instrumental que vai do simples da sua guitarra a um arranjo mais elaborado com até cordas no final. O vídeo aborda a veia emocional da canção e mostra um dançarino expressando toda sua paixão pela dança em pleno visual estonteante do Lake District na Inglaterra. Confira então “Is This Called Home?”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

The Sherlocks- “Chasing Shadows”

Os meninos da banda The Sherlocks estão com previsão de lançamento para um álbum ainda neste ano, com nome de Live For The Moment (previsão para Outubro) e a banda lançou o primeiro single deste novo trabalho hoje: “Chasing Shadows”.

O vídeo foi gravado ao vivo em um show lotado da banda, com uma participação massiva do público, e a banda tocando  à vapor a faixa  cheia de guitarras em um rock fácil de dançar. Cheio de closes dos integrantes e da platéia, “Chasing Shadows” mostra bem como é a atmosfera da banda em um show ao vivo, confira:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Sufjan Stevens, Bryce Dessner, Nico Muhly, James McAlister- “Mercury”

O projeto Planetarium de Sufjan Stevens, Bryce Dessner, Nico Muhly e James McAlister, está em pleno vapor na divulgação, sendo que o segundo single do álbum já está disponível.  “Mercury” foi lançado juntamente com um lyric vídeo e cria mais expectativa para o lançamento.

A canção “Mercury” é uma canção mais tranquila , com piano e uma produção com ecos na voz de Stevens, a canção cresce e acaba de um modo fenomenal com direito à orquestra e tudo mais. As letras confessam a solidão de Mercúrio de um jeito meigo e solitário, assim como a fama do planeta. Confira, então, “Mercury”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Secret Cameras

A descoberta desta semana é uma banda de Londres, que apesar do pouco tempo de existência, tem integrantes com bastante experiência em bandas. Secret Cameras lançou o primeiro EP este ano, mas já mostrou um som consistente, predominantemente indie rock, mas também com algum flerte com eletropop.

Uma das primeiras faixas lançadas do EP Secret Cameras é a canção “It Doesn’t Matter” que começa com uma abertura bem indie e com a voz marcante e suave do vocalista. A canção também canhou um video clipe  e retrata um casal que termina o relacionamento e como o rapaz está lidando com a situação. Confira o vídeo e a grande canção de “It Doesn’t Matter”:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Son Lux- “Dangerous”

Faz algum tempo que não ouvimos falar  do trio Son Lux, o projeto experimental de Ryan Lott, mas foi anunciado que neste ano o trio lançará o EP Remedy,  com mais canções experimentando com batidas eletrônicas e texturas do modo único que o projeto faz. Remedy foi uma resposta em canções à eleição de Donald Trump e retrata a atmosfera de medo e incerteza, além de reverter fundos da canção para a associação Southern Poverty Law Center, que combate a intolerância nos Estados Unidos.

Junto com o anúncio, Son Lux liberou a faixa “Dangerous”, primeira faixa que começa orgânica e experimenta com sons mais eletrônicos e se transforma no final da canção. Cordas fazem um trabalho fantástico em colocar o ouvinte em um lugar mais vulnerável e em estado de alerta. Confira, então, “Dangerous”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Oh Wonder- “Ultralife”

O duo Oh Wonder, composto por Josephine Vander Gucht e Anthony West,  anunciaram recentemente novo álbum e um novo single. “Ultralife” não só dá nome ao novo trabalho da dupla que trabalha bem o eletropop, mas também é o título da primeira canção do segundo álbum.

Com um clipe colorido e positivo, “Ultralife”, mostra diversas situações de superação e surpresa com vários elementos surreais e criativos no meio do caminho, servindo para ilustrar a mensagem de aproveitar a vida com os vocais mesclados e o som eletro e pra cima da dupla. Confira, então, “Ultralife”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: SHELLS

A descoberta da semana tem nome de ser uma banda, mas não: SHELLS é o projeto de uma cantora que pode ter lançado somente 4 canções até agora, mas mostrou a força de seu eletropop bem estruturado, um pouco minimalista, e da potência e interpretação de sua voz.

Com um EP lançado, Shapes (2016) a cantora está recebendo destaque na imprensa inglesa e até abrindo para bandas como The Naked and The Famous. No momento SHELLS está em turnê, mas tudo indica que novo material da cantora está à caminho. Confira a canção “Jailbird” com uma atmosfera bem dreamy a delicada, além do vozeirão e interpretação:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

O Terno- “Volta” (vídeo)

Explorando o Brasil e o mundo o power trio O Terno tem recolhido os frutos do último álbum Melhor do Que Parece,  e tem excursionado pelo Norte e Nordeste do Brasil além de terem visitado  a Europa no ano passado, onde aproveitaram para gravar o clipe de “Volta”.

Em uma baita rua inclinada pelos arredores de Lisboa, Tim Bernardes pega seu violão e vai subindo a ladeira, sem desafinar, passando por crianças, o comércio local e até mesmo pelos outros integrantes da banda. O registro foi feito por Felipe Arrojo Poroger. Confiram então o feito de Tim Bernardes no clipe:

Publicado em Brasil, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Feist- “Pleasure” (vídeo)

Feist mal anunciou o novo álbum Pleasure, com a canção “Century” (com participação de Jarvis Cocker) e a canção que dá nome ao álbum, “Pleasure”, e já recebemos mais uma boa notícia da cantora: um vídeo.

O vídeo de “Pleasure” foi dirigido por Mary Rozzi e tem uma ideia bem simples: Feist canta para um espelho distorcido e vemos sua imagem, ora maior ora menor, em um take só, de acordo com a performance que a cantora faz perante ao espelho. Como uma imagem em água, às vezes conseguimos ver Mary filmando a cantora e uma Feist bem feliz. Confira “Pleasure”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário