Grizzly Bear- “Neighbors”

Grizzly Bear está com o lançamento do novo álbum Painted Ruins para próximo agosto. Com “Four Cypresses” como primeiro single e clipe, a banda revelou o segundo single, a calma “Neighbors” com também direito à um clipe bem inusitado.

Com cenas da natureza, o clipe mostra um casal que vive na mata e tem o dom de se camuflar com tanto objetos do cotidiano quanto às paisagens da natureza. Ao se conhecer, logo o casal se muda para uma casa onde a mania de camuflagem permanece e traz umas boas cenas com uma ótima fotografia e composições. Confira, “Neighbors”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

O Terno- “Não Espero Mais” (vídeo)

Em uma tarde fria de julho (pelo menos em São Paulo), o trio O Terno liberou mais um vídeo cheio de primor e criatividade. Desta vez a canção escolhida é a agitada “Não Espero Mais”,  e com todas as redes sociais como tema.

Começando com Youtube, a banda aparece tocando a canção com Tim intercalando entre a guitarra e o teclado, logo entra o Facetime com o Lineker,  Facebook, Buzzfeed, WhatsApp, Snapchat e Instagram. O Clipe tem o ápice em uma “Live” em que balões são soltos e uma chuva de memes famosos aparecem na tela. Um belo diálogo com a música da banda e a própria interação que os músicos tem com seus fãs, confira:

Publicado em Brasil, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Sons de Saturno

A descoberta desta semana vem da cidade de São Paulo e faz um som predominantemente rock com algumas pitadas de outros estilos musicais. Sons de Saturno estão na ativa desde 2012, e em 2015  conseguiram uma parceria com a Deckdisc para o lançamento do primeiro álbum Sons de Saturno, lançado no mesmo ano de 2015. O segundo álbum A Sala foi lançado este ano.

Para divulgar esta nova fase da banda, foi liberado as faixas e clipes para as canções “Como Seria” e “Descansar”, mas escolhemos a canção que abre o disco- além de nomeá-lo, como amostra do trabalho dos rapazes. Confira então o clipe de “A Sala”, repleto de closes em instrumentos, dos membros da banda e de alguns objetos:

Publicado em Brasil, Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Reverend and The Makers- “Juliet Knows”

Reverend And The Makers estão com um novo álbum no horizonte, com previsão de lançamento para o final de 2017,  assim, a banda liberou o segundo single ,”Juliet Knows”, tanto para streaming como em vídeo, dando mais uma amostra do que está por vir no sexto álbum da banda The Death of a King.

Desta vez, quem cede o vocal para a canção é Joe Carnall, o baixista da banda (e vocalista do Milburn), em um clipe simples , com vista para o mar (gravado na paradisíaca Tailândia), voz e violão e referências de Romeu e Julieta  em uma bonitinha canção de amor, confira:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Feist- “Century” (vídeo)

A canção “Century” da canadense Feist pode ter surgido há alguns meses atrás, mas somente esta semana, quase dois meses depois do lançamento oficial de seu álbum Pleasure, que a cantora liberou o clipe da canção com Jarvis Cocker.

No clipe vemos uma briga de rua de Feist com Maria Doyle Kennedy ( a familiar Siobhan Sadler do seriado Orphan Black), que logo se torna em um belo espetáculo de dança. Uma maior compreensão do mundo e do universo aparece no monólogo de Jarvis Cocker, lá pelo final da canção. Um clipe bem interessante, e sem tirar a atmosfera seca que rondeia o álbum Pleasure, confira:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

alt-J- “Deadcrush” (vídeo)

alt-J liberou o terceiro álbum Relaxer lá no começo de junho e desde maio para cá, a banda tem feito a lição de casa de lançar videos bem legais e bonito esteticamente, Depois de “3ww”  e  “In Cold Blood”, o terceiro single “Deadcrush” também ganhou clipe com uma ótima produção e bem conceitual.

No vídeo de “Deadcrush”, em um mundo onde seja possível recriar as pessoas com projeções, 3 nomes da história são recriados em uma bela coreografia: Sylvia Plath, a escritora que cometeu suicídio, Anne Boleyn, uma monarca executada em Londres e Elizabeth Lee Miller, uma fotógrafa conhecida por suas fotos pós- guerra. Todas elas são as “crushes” mortas de cada um dos integrantes do alt-J, confira o vídeo:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Dutch Uncles- “Streetlight” (vídeo)

Começo do ano a banda inglesa Dutch Uncles lançou o ótimo Big Balloon ( com referencias fortes de sintetizadores dos anos 80), cheio de canções dançantes e esteticamente bonitas. Esta semana foi lançado o terceiro single, com clipe,  do álbum e a faixa escolhida foi “Streetlight”.

Faixa recheada de sintetizadores ganhou um clipe onde uma garota dança pelas ruas de Londres pelo fina de tarde e noite adentro, incluindo estações de metrô, parques e lugares turísticos da cidade.  Com uma bela fotografia e bem cinematográfico,  o video tem a direção de Nick Middleton. Confira então o vídeo e afaste a mesa de centro pra dançar junto com o vídeo:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Nataly Dawn

Voz macia e um ritmo pop suave com flertes com folk e pop adulto, Nataly Dawn é uma cantora americana, parte integrante do duo Pomplamoose, que possui um canal no youtube onde apresenta suas canções além de várias versões para algumas canções famosas ( entre eles, destaco “Careless Whisper” do George Michael e a criativa “No”  de Meghan Trainor, com um mash legal dos hits dos anos 90). Nataly já lançou alguns álbuns, sendo o mais recente Haze de 2016.

Desta nova fase escolhemos a canção “For The Record”, primeiro single de Haze,  que traz todo o groove easy listening da cantora, om um clipe super divertido de Nataly correndo atrás do namorado e preparar uma vingança para toda a sua traição. Confira, então: “For The Record” :

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

The Hot Soles- “Bonfire”

The Hot Soles, uma dos duos mais animado de  Sheffield voltaram com um single surpresa nesta semana.  Composto por Kieran Wardle e Richard Birkin, guitarra, bateria e vocais The Hot Soles sempre contagia o público com as performances energéticas e com o som cheio de groove.

“Bonfire” é a nova canção do duo, que embora seja um pouco mais calma, com batidas mais espaçadas, ainda mantém a energia e os riffs de guitarra tão especiais, além dos vocais afiados de Kieran. Tudo aponta que o duo está em estúdio e um novo álbum estaja à caminho. Confira, então, “Bonfire”:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Wilder Maker

Diretamente de Brooklyn, NY,  a descoberta da semana é o som folk ( e um pouco experimental) do Wilder Maker. Composto pela mente da banda Gabriel Birnbaum, e os outros três integrantes  Sean Mullins, Katie Von Schleicher e Nick Jost, a banda lançou alguns EPs, sendo seu último Everyday Crimes Against Objects of Desire Vol, I.  e II/ III ( 2014, 2015 respectivamente) e o único álbum Year of Endless Light (2013).

Além da suavidade na melodia e no vocal, o que também chama a atenção na banda é a participação tanto dos vocais de Gabriel e de Kate, às vezes juntos, outras vezes separados, dando ainda mais uma identidade única para a canção. Há resquícios um pouco de country americano, americana, folk, jazz, e algumas canções até flertam com bossa nova. Escolhemos a canção “New Streets”somo amostra do som da banda, confira:

 

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário