Descoberta da Semana: Palace

A descoberta desta semana é o som dos londrinos do Palace, banda que até ganhou destaque alguns anos atrás com alguns singles lançados que trouxeram o hype da fama para a banda. Em 2016, a banda lançou o primeiro álbum, So Long Forever, com singles como “Bitter”, “It’s Over” e “So Long Forever”, que dá nome ao álbum.

A banda está então aproveitando de seu último disco e lançou uma versão acústica de “So Long Forever”, com uma pegada folk para o som blues/rock com guitarras vivas e bateria pulsante. E foi exatamente esta canção que escolhemos, confira o clipe de “So Long Forever” com várias paisagens naturais de tirar o fôlego:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Radiohead- “I Promise” (clipe)

Comemorar 20 anos de um álbum que mudou um cenário musical não é pra qualquer um (ou qualquer banda), e Radiohead conseguiu um feito com OK Computer álbum lançado em 1997, que trouxe “Fake Plastic Trees”, “Paranoid Android”, “No Surprises” e o hino “Karma Police” à luz para os antigos e a legião de novos fãs.

Como comemoração Radiohead lançou a faixa original e não incluída em OK Computer “I Promise” com direito a clipe e tudo. O clipe segue uma viagem de ônibus e foca em um dos passageiros nada convencional assistindo os acontecimentos da periferia. A faixa “I Promise” também vai estar na reedição do álbum, que terá o nome de OKNOTOK, incluindo outras faixas como “Lift” ,”Man of War”, entre outras. Confira:

Publicado em Indie | Deixe um comentário

Reverend And The Makers- “Too Tough To Die”

Não demorou muito para Reverend and The Makers  marcar uma reunião e gravar um álbum sucessor ao Mirrors, gravado na Jamaica. Com outro destino no lugar, Jon McClure e a turma escolheram a Tailândia para escrever e gravar o sexto álbum da banda com nome The Death of A King e esperado para setembro.

O primeiro single “Too Tough To Die” traz uma sonoridade diferente da que vimos anteriormente,  com mais guitarras e riffs mais sujos para canção em uma melodia bem viciante. O clipe mostra registros da banda em estúdio e  dos lugares turísticos da Tailândia, assim como a banda circulando de moto pela cidade, tudo em uma atmosfera de filme de anos 80, confira:

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Will Stratton

O americano de New Jersey, Will Stratton, com seu violão, composições bem estruturadas e bonitas, assim como a sua voz suave e calma são a descoberta desta semana. Com canções sempre mais acústicas, com violão, piano e letras que abordam os detalhes do dia a dia com metáforas belas e poéticas, o som de Will  não desaponta quem quer um som bem estruturado e bonito.

Will Stratton tem uma discografia grande: com seis álbuns no currículo, o cantor conseguiu um sucesso maior com seu álbum de estreia, bem recebido pela crítica. Seu último álbum, Rosewood Almanac, lançado agora em 2017, também não peca em arranjos e sensibilidade. Escolhemos a faixa “Some Ride” como amostra do trabalho de Will, que ainda oferece uma bela animação, confira:

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Pedra- Relógio- “Jogo Perdido” (clipe)

A banda mineira Pedra-Relógio gravou mais um clipe para a coleção. Desta vez, a faixa “Jogo Perdido” foi contemplada, além de ser uma das principais  canções do EP Parasitas, lançado no ano passado.

O clipe é relativamente simples e mostra a banda tocando em uma sala de uma casa, mas com ângulos em close da banda, além de brincar com a luz em alguns takes- o mais legal são os efeitos e a câmera tremida quando a canção fica um pouco mais pesada, logo no refrão. Confira, então, “Jogo Perdido” e toda a intensidade, não só no visual, como na música também:

 

 

Publicado em Brasil, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Angelo de Augustine: ” Crazy, Stoned, & Gone “

Uma das nossas recentes descobertas, e o mais novo artista da gravadora Asthmatic Kitty, Angelo de Augustine, anunciou não só um single novo, mas um álbum previsto ainda para Agosto deste ano, com nome de Swim Inside The Moon, seguindo um EP lançado neste ano, Truly Gone.

O primeiro single “Crazy, Stoned, & Gone”, conta comum clipe com as animações de Sufjan Stevens, seguindo as influências surreais e composições em stop motion, já a canção traz o característico cantar em sussurro acompanhado por um violão bem sensível e cheio de emoções, o mais simples, mas o mais eficaz possível. Confira, então, a faixa e o clipe para ” Crazy, Stoned, & Gone ” :

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Sam Patch

A descoberta da semana é canadense, de Montreal, para ser mais específico. Sam Patch não é uma pessoa, mas sim uma banda composta por Tim Kingsbury (membro da bem conhecida Arcade Fire) e os colaboradores Jeremy Gara, Basia Bulat e Matthew Brown. Com um som bem indie pop, bem suave com seu vocal e instrumentação, ora animado ora mais calmo, o som de Sam Patch encanta e traz boas vibrações para o ouvinte.

O primeiro álbum do projeto, Yeah You, and I, foi lançado em fevereiro e inclui canções feitas entre 2014 e 2016, compostas, gravadas e produzidas pelo próprio Tim. Uma das canções que virou single é a canção “St Sebastian”, uma canção com algumas camadas, um órgão e uma belo ritmo com guitarras. Confira então “St Sebastian” e o som indie de Sam Patch:

 

Publicado em Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Milburn- “Take Me Home”

Uma das bandas mais importantes de Sheffield dos últimos anos, dividindo a importância da cena da cidade com os Arctic Monkeys,  Milburn voltou após quase 10 anos de hiato, com direito à shows grandes na cidade natal e até um álbum à caminho.

Ano passado, a banda lançou o single “Midnight Control”, que anunciou a volta da banda e agora “Take Me Home” dá indícios que um novo álbum está bem próximo. “Take Me Home” traz a veia indie da banda com um som mais moderno e mais dançante, sem deixar os riffs de guitarra de lado, mas sem o ritmo lendário (mas que soaria um pouco datado hoje). Confira então “Take Me Home”:

https://open.spotify.com/embed/track/3ZIqWWgNUV4VRRyV9o2U1U

Publicado em Deveria ser mainstream, Indie, Sheffield | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Mallu Magalhães- “Você Não Presta”

Faz um tempinho que não ouvimos falar de Mallu Magalhães, embora a cantora tenha lançado o single “Casa Pronta ” ano passado, como amostra do que viria em um novo trabalho para este ano. Pois bem, Mallu lançou a canção “Você Não Presta”, primeiro single do álbum Vem, que terá uma turnê extensa entre Brasil e Portugal.

“Você Não Presta” conta com as famosas letras de Mallu, bem diretas desta vez, em um ritmo pop/ mpb com uma base em samba, e um ótimo arranjo de metais (a canção pode lembrar uma atmosfera de Los Hermanos) . Já o clipe, Mallu arrisca na dança com dançarinos profissionais em street dance, em um visual bem urbano, tudo sob a direção de Bruno Ferreira. Confira então o vídeo e canção de “Você Não Presta”:

Publicado em Brasil, Indie | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Descoberta da Semana: Bilhão

Um duo carioca composto por Felipe Vellozo e Gabriel Luz, Bilhão é a descoberta da semana trazendo um som bem suave com vocais delicados e um pouco psicodélicos além de um instrumental melódico e gostoso com sintetizadores e um rock pop.  Bilhão é artista da Balaclava Records e lançou o primeiro álbum Bilhão no ano passado.

O duo teve dois singles do primeiro álbum: “Horizontalidade” e “Atlântico Lunar”, além de algumas canções serem cantadas em inglês ( caso da linda “The Effect” que fecha o álbum). Escolhemos então “Atlântico Lunar” para representar a banda e que ganhou até um clipe com fotografia em preto e branco em um deserto e alguns olhos se camuflando na natureza, confira:

Publicado em Brasil, Descoberta da Semana, Deveria ser mainstream, Indie | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário