Melhores Álbuns Internacionais de 2018

Pois 2018 trouxe boas surpresas em termos de álbuns. Muitos artistas consagrados voltaram com novos lançamentos e outros não tão consagrados assim lançaram aquele álbum que certamente já os colocam como nomes a prestar atenção. Fizemos então nossa lista dos álbuns que mais chamaram a nossa atenção este ano:

1. Mitski- Be The Cowboy

O que mais chama a atenção em Be The Cowboy, e talvez uma das características que mais esteja em falta tanto no rock e pop mundial é  a sinceridade das canções. Direta e com metáforas bem brutais- Mitski consegue expressar bem como é estar sozinha, ter o coração partido, além dos nossos conflitos internos acompanhados de melodias que também conversam e traduzem  os temas. Músicas curtas e a experimentação foram os trunfos do álbum, que é fácil de ouvir e de viciar.

Destaques: “Nobody”, “Geyser”, “A Pearl”, “Washing Machine Heart”, “Two Slow Dancers”

Ler Resenha

2 Robyn- Honey

O oitavo álbum da Robyn pode ter demorado para chegar, mas não desapontou em nada Robyn começou a trabalhar no álbum em 2015 logo após uma separação e a morte do amigo e também colaborador Christian Falk. Experimentando e não errando com elementos de Disco Music e dance, Robyn ainda traz os vocais característicos do pop sueco além dos temas sentimentais- tudo com uma maestria linda!

Destaques: “Missing U”, “Honey”, “Human Being”, “Between The Lines”

3 Natalie Prass-The Future And The Past

Natalie Prass já tinha o álbum pronto para entrar em estúdio, mas não contente, reescreveu todo o disco, e adicionou mais algumas canções. Continuando a fazer um som com aquele ritmo irresistível com um instrumental rico e bem explorado, sem perder as letras com ótimas mensagens ( “Sisters” e “Ships Go Down”), Prass também aborda bem o campo sentimental ( “Lost” e “Far From You”) sem perder a magia e todas as boas vibrações de seu som. Mais maduro e consolidando o som do primeiro álbum, é um álbum pra escutar e curtir.

Destaques: “Oh My”, “Lost”, “Ships Go Down”, “Fire”, “Short Court Style”

4 Snow Patrol- Wildness

Mais um álbum vindo de estrema sinceridade, Gary Lightbody abre o coração e toca em temas que o atormentaram nos últimos anos. Do bloqueio mental que passou para escrever novas canções para o Snow Patrol ao alcoolismo, tentativas de suicídio e uma abordagem delicada da demência de seu pai, os temas foram bem explorados com as melodias que experimentam bem com o eletrônico sem deixar o som da banda ser ofuscado.

Destaques: “A Dark Switch”, “Life On Earth”, “Empress” e “What IF This Is All The Love You’ll Ever Get”

Ver Resenha

5 Franz Ferdinand- Always Ascending

Também demorou um bom tempo para a banda escocesa Franz Ferdinand lançar material novo. Com a saída do guitarrista Nick McCarthy, a banda chamou Julian Corrie (também conhecido como Miaoux Miaoux) e Dino Bardot para integrar a banda. Kapranos, Paul and Bob junto com Julian entraram no estúdio e juntaram o som característico do Franz com um eletrônico bem introduzido por Julian Corrie.  O álbum também traz bom destaques em letras, com “Slow Don’t Kill Me Slow” e “The Academy Awards”. Rejuvenecido e trazendo o melhor do indie, Franz mostra que é sim possível se reinventar sem perder o essencial da banda.

Destaques: “Always Acending”, “Fiinally”, “The Academy Awards”, “Slow Don’t Kill Me Slow”, “Paper Cages”

Ler Resenha

6 The Wombats- Beautiful People Will Ruin Your Life

O sexto álbum do trio Wombats é recheado de ótimas canções com um bom uso do eletrônico deixando o indie da banda ainda mais interessante. Uma das poucas bandas que realmente conseguiram integrar batidas e sons eletrônicos que ajudem a compor o som organicamente. Seguindo com letras super engraçadas e com ótimas metáforas, a banda realmente fez um dos melhores e mais gostosos álbuns para se ouvir e curtir este ano.

Destaques: “Turn”, “Lemon to a Knife Fight”, “I Only Wear Black”, “Dip You In Honey”

Ler Resenha

8. Florence  +The Machine- High as Hope

Em um dos álbuns mais honestos que Florence escreveu, a cantora abre o peito e fala abertamente sobre seus medos sem as famosas metáforas de água. Relembrando seu passado em “South London Forever”, agradecendo sua irmã em “Grace”, mostrando sua admiração por Patti Smith em “Patricia”, além de ter os pés no chão sobre sua escrita em “Sky Full of Song” e que a felicidade nem sempre é algo grande em “No Choir”. O mais sincero e um dos álbuns mais bonitos de Florence:

Destaques: “Hunger”, “Sky Full Of Song”, “South London Forever”, “No Choir”

Ler Resenha

9 Miles Kane- Coup de Grace

Intensificando a veia rock and roll, Miles Kane oferece o álbum mais consistente e maduro de sua carreira. No meio do processo de criação do álbum, Miles rompeu com a então namorada, o que influenciou bastante nas letras das canções. Jamie T participou  e ajudou Miles escrever o álbum que ficou com muito mais guitarras, e com a característica do músico.

Destaques: “Coup de Grace”, “Loaded”, “Too Little Too Late”, “Cry On My Guitar” e “Something To Rely On”

Ler Resenha

10 Gorillaz- The Now Now

O esperado álbum Humanz (2017) pode ter desapontado muita gente (eu inclusa). Sem a voz de Damon Albarn como 2D, parecia que a principal característica da banda de animação tinha sido ignorada com todas as participações. Pois bem, Gorillaz então decidiu lançar outro álbum. The Now Now tem canções com os arranjos com a atmosfera da banda mesclando bem eletrônicos e com um tom mais tranquilo- já que se passa no mundo/cabeça de 2D, que está livre das garras do Murdoc, pelo menos nesta era.

Destaques: “Hollywood”, “Humility”, “Fire Flies”, “Lake Zurich” e “Tranz”

Sobre samarasammy

A simple girl lost in thoughts and feelings-
Esse post foi publicado em Deveria ser mainstream, Especial, Indie e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.