Melhores Álbuns de 2015 Internacionais

Mais um fim de ano e mais listas- 2015 foi ano de surpresas positivas e negativas- alguns artistas se superando e fazendo verdadeiras obras de arte que marcaram o ano e deixaram também uma marca na carreira do artista e há também aqueles artistas que escorregaram na qualidade fazendo um som ok. Fizemos nosso balanço e estes são os álbuns que marcaram o ano de acordo com Noiseless Music

1. Sufjan Stevens- Carrie & Lowell

É sabido que Sufjan Stevens é versátil, e alguma surpresa sonora dele não é tão difícil assim. Voltando ao banjo e aos arranjos aparentemente simples, assim como as histórias, e aqui chegamos no tema central do álbum: inspirado em sua mãe, sua morte e o tempo que passou com ela e o padrasto Lowell nas férias em Oregon- Sufjan conseguiu colocar todos os seus sentimentos na canção- traduzidos em palavras e sons de modo que também sentimos um pouco a perda de Carrie.

Carrie-Lowell-608x608

2. Everything Everything- Get To Heaven

A banda de Manchester Everything Everything sempre fez um som que não é tão simples assim de entender. Com várias referências à história, cultura, além de metáforas bizarras e interessantes- a banda chama atenção não só pelas letras mas também pelos arranjos diferentes e experimentais. Músicas de destaque: “No Reptiles”, “Spring, Sun, Winter, Dread”, “Get To Heaven”, “Fortune 500”.

Everything-Everything-Get-To-Heaven

3. San Fermin- Jackrabbit

No segundo álbum da banda baroque pop, San Fermin flerta com o eletrônico e o sobrenatural e embora parece que as canções estão individualmente contando suas próprias histórias, uma interpretação paralela pode aparecer- todas ligadas com a faixa “The Wood” onde uma pessoa morre e outra vive. Arranjos complexos com direito aos metais na hora certa. Músicas de destaque: “Emily”, “Woods”, “Philosopher” e “Billy Bibbit”san-fermin-jackrabbit-

4. Joanna Newsom- Divers

Divers é um álbum conceitual, com o melhor de histórias narradas não só pelas palavras sábias e bem escolhidas de Newsom mas também pelo arranjo que consegue dosar bem os momentos mais aflitos e os momentos calmos- Harpas e pianos, Joanna pode não ter se afastando muito de Have One On Me– mas as histórias com certeza tomaram  mais corpo e profundidade. Músicas de destaque: “Divers”, “Leaving the City”, “Waltz of 101st Lightbourne”,  “Anecdotes”, “Time, As A Symptom”

JoannaNewsomDivers

5. Florence and The Machine- How Big, How Blue, How Beautiful

“Após terminar um namoro, a cantora se inspira em fazer um álbum” a frase não é tão incomum de se ouvir e vários álbuns bons foram produzidos com este tipo de inspiração, e com Florence and The Machine não foi diferente. Com várias e várias referências (entre elas, sim a água está lá presente, em quase todas as canções) Florence narra suas histórias, aflições e consolos no álbum- o álbum pode ser complexo em termos de letras, mas é muito pessoal e as canções tem arranjos mais variados sem deixar o jeito místico de lado. Músicas de destaque: “Ship To Wreck”, “What Kind of Man”, “Delilah”, “Long and Lost”

florence how big

Sobre samarasammy

A simple girl lost in thoughts and feelings. I found myself lost in the world of music, and there I keep finding myself again and again. I blog to let it registered the sounds that brings me energies/ memories/hope/ thoughts- even those critical ones. Addicted also in books, tv series and the English language...oh and travel if there is money or time available. Crazy for chocolate and pets. Nice to meet you! :)
Esse post foi publicado em Especial e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s