Top 10 (músicas de 2015)

2015- sim, mais 365 dias  e mais um ano com músicas de vários estilos fizeram a trilha sonora em festas, ônibus e enquanto navegamos na internet. Muitas produções boas surgiram este ano, e fizemos questão de separar quais foram as músicas do ano, algumas conhecidas outras desconhecidas- esta é a nossa seleção:

  1. “Forth of July”- Sufjan Stevens /“Make the most of your life, while it is rife/While it is light”

Sufjan Stevens voltou às raízes e fez um álbum emotivo- em que palavras encontram tradução e acompanhamento no ritmo acústico do violão e banjo de Stevens. “Forth of July” é uma das canções mais carregadas de significado- morte/ mãe/ referencias de infância- tudo embalada na canção com sintetizadores e piano. Simples e tocante e lógico, grande potencial para te fazer chorar.

2. “Ship To Wreck”- Florence and The Machine // “Did I sleep too much/ Am I losing touch/ Did I build this ship to wreck”

Com uma pegada rock rápida e delirante, Florence narra suas tendências  auto- destruitivas  em seus relacionamentos na canção.Lógico que há metáforas relacionadas à água e toques de xilofone.Uma ótima canção pop/rock com aquele refrão ótimo para cantar junto.

3. “Leaving the City”- Joanna Newsom // “The bridle bends in idle hands/And slows your canter to a trot/We mean to stop in increments/ But can’t commit, we post and sit in impotence”

Uma harpa, uma banda e uma história. É exatamente isso que Joanna Newsom precisa para encantar em uma música que integra tão bem o calmo e o caótico em uma narrativa cheia de metáforas em sair da cidade para tentar uma vida no campo. Vocais suaves, e mudança de ritmos representando a cidade é genial.

4.”Mr. Glassalfempty”- Reverend and The Makers // “Misteeeeeeeeer Melancholy sing for something new”

Com vocais alternados entre Jon McClure e Joe Carnall, a melhor música de Mirrors é viciante.  Letras fáceispara cantar e um ritmo esperto com um baixo bem marcado,  a canção explode no refrão. Serve bem para levantar o humor daquele cara sempre pessimista:

5. “No Reptiles”-Everything Everythting //“Just soft boiled eggs in shirt and ties/ waiting for the flashing green maaan”

Incrível a destreza da banda em fazer um pop/rock complexo flertando com simples comentando temas atuais com uma bela e elaborada crítica. “No Reptiles” é talvez a canção mais direta e mais clara quanto ao objetivo da banda. Criticando a sociedade moderna com o “Soft Boiled Eggs“, a obsessão pela comunicação, nossa evolução e os acontecimentos de guerra. “No reptiles” vêm da teoria dos reptilianos, e começa de um modo calmo para explodir em energia. Uma música pra curtir e pensar:

6. “Navegando”- Pedra-Relógio // “Eu perdi a gravidade neste sofá”

Com guitarras ótimas e ritmo que há tempos não via em cenário brasileiro, Pedra- Relógio conseguiu em sua primeira faixa aquela música que não vai sair da cabeça pelos arranjos e rimas bem feitas- tudo isso ainda com a marca da banda. Banda descoberta do ano, tem obrigação de estar com esta ótima faixa na lista:

7. “Eletric Indigo”- The Paper Kites // “Cause time is just a remedy
Covered in disguise”

Ritmo harmonioso com o riff perfeito, a banda Australiana The Paper Kites conseguiu juntar baterias, guitarras e um vocal bem suave e ainda assim construir uma canção que leva á um clímax. Uma pena que a banda não seja conhecida, mas pelo menos, ganhou espaço aqui:

8. “The Woods”- San Fermin// “Yeah, I’m still buried in the mud/ Skin and bones and brains and blood”

É incrível como a banda de baroque pop San Fermin consegue fazer um som tão mágico e amedontrador ao mesmo. Este é o caso da canção “The Woods” que além de ter um instrumental que narra o sobrenatural, ainda tem letras dignas dos Irmãos Grimm do mal. Não é à toa que é a faixa de abertura de Jackrabbit. Voz grave de Tate dá o tom e o instrumental te coloca para sentir:

9 “Bird Of Prey”- Natlaie Prass// “Oh you, you don’t leave me no choice

Natalie Prass fez sua estreia este ano e já começou com uma das melhores músicas do ano. Piano em um ritmo hipnotizante e a voz suave da cantora- o arranjo de violinos e metais também fazem a canção mais especial a canção sobre a liberdade num relacionamento.

10. “O Bobo”- Cícero// “Eu vou lá/Pro dia desanuviar/Lá vem lá vem lá vem o caminhão de gás!”

Um pouco agressivo e revivendo personagens e características dos álbuns anteriores- Cícero começa com uma introdução instrumental que logo te convida para dançar- baterias à todo vapor e guitarras acompanhando dando tom à canção até o final triunfal com metais. A música cresce e encanta!

 

Guilty Pleasure:

Here”-Alessia Cara// “But really I would rather be at home all by myself/ Not in this room/ With people who don’t even care about my well-being”

Estreia da Alessia Cara foi sucesso, logo com a primeira canção pop meets R&B com sample de Isaac Hyes e uma letra ótima e realista de pessoas que se sentem deslocadas em festas. Impossível não cantarolar esta música- aquele chiclete bom:

“Hello”- Adele// “Hello, it’s me! I’d ike to know if after all these years you’d like to meet

Por incrível que pareça- além de quebrar recordes de álbuns e visualizações no youtube, Adele também conseguiu colocar mais uma definição para “Hello” que não seja “Hello, is it me you’re looking for” do Lionel Ritchie. “Hello” é aquela típica balada Adele, de partir o coração, desta vez falando sobre nostalgia e arrependimento e aquele refrão que mostra a potência da voz da Adele e o sofrimento da cantora:

Sobre samarasammy

A simple girl lost in thoughts and feelings. I found myself lost in the world of music, and there I keep finding myself again and again. I blog to let it registered the sounds that brings me energies/ memories/hope/ thoughts- even those critical ones. Addicted also in books, tv series and the English language...oh and travel if there is money or time available. Crazy for chocolate and pets. Nice to meet you! :)
Esse post foi publicado em Especial, Indie e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s