Top 3 discos de 2012

Foram muitos discos e muitas coisas para ouvir este ano, alguns abordados neste blog, outros, nem passaram por aqui, mas mesmo assim, escolhi os 3 albuns que mais marcaram e mais legais deste ano.

1. Fiona Apple: The Idler Wheel is Wiser than the Driver Of The Screw And Whipping Cords Will Serve You More ThanRopes Will Ever Do

Fiona, pela segunda vez, fez seus fãs esperarem pelo seu quarto cd. Mas assim como aconteceu em Extrordinary Machine (2005), sua volta foi triunfal. Fiona arrisca fundo e experimenta novos sons na área de percussão, por exemplo em “Periphery” em que  os sons foram feitos com pisadas na areia. As letras, sempre tão peculiares para Fiona, se mostraram mais amadurecidas e cheias de metáforas espertas e sensíveis. Letras sobre amor e paixões ardentes e seus respectivos sentimentos de decepção. Um álbum um pouco difícil de escutar, mas maravilhoso depois de 2 ou 3 escutadas. Eu não me importo em esperar outros 7 anos para Fiona fazer músicas maravilhosas como neste álbum.

 

2.  St. Vincent & David Byrne: Love this Giant

Apesar da capa bizarra de Love this Giant, o album que junta o mestre do Talking Heads e a “novata” guitarrista e cantora Annie Clark, ou St. Vincent, é uma mistura brilhante que resulta em músicas inteligentes e muitos metais. São 12 canções, algumas com vocais alternados dos dois artistas, outros cantados separadamente. Annie Clark ainda conta com alguns arranjos de guitarra e os pontos mais altos do album. Impossível não ficar prarado com “Weekend in the Dust”, “Ice Age” e a brilhante “Who”.

 

3. Andrew Bird:Break It Yourself

De gravadora nova e com bagagem para novos assobios e acordes de violino, Andrew Bird lançou seu sexto album, Break It Yourself, com direito à um segundo album complementar:  Hands Of Glory. O album engloba das músicas mais calminhas (como a emocionante Fatal Shore)  às mais alegres e fofinhas como as canções de trabalho “Eyeoneye” e “Give It Away”. O album conta com a participação de Annie Clark na faixa “Lusitania”, só um dos highlights deste brilhante album. “Polynation” e  “Orpheo Looks Back” também merecem ser checados!

Sobre samarasammy

A simple girl lost in thoughts and feelings. I found myself lost in the world of music, and there I keep finding myself again and again. I blog to let it registered the sounds that brings me energies/ memories/hope/ thoughts- even those critical ones. Addicted also in books, tv series and the English language...oh and travel if there is money or time available. Crazy for chocolate and pets. Nice to meet you! :)
Esse post foi publicado em Especial, Indie e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s